Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
22/07/2022

O Futuro da Energia Solar nos Próximos Anos

A energia solar, por ser renovável e sustentável, possui um grande potencial para os próximos anos, prometendo aumentar o seu porcentual de participação na matriz energética brasileira.

Atualmente, segundo dados do governo, cerca de 63,8,% da matriz elétrica brasileira é formada por usinas hidrelétricas, causando uma dependência desta fonte energética.

 

Saiba mais sobre as perspectivas da energia solar para os próximos anos.

 

Como funciona a energia solar

Através de painéis fotovoltaicos a luz solar é convertida em energia elétrica, que é distribuída para o sistema alimentando lâmpadas e equipamentos eletrônicos.

A energia solar também pode ser usada para aquecimento de água para utilização em pias e chuveiros, sendo uma alternativa mais segura do que o aquecimento à gás, que pode causar acidentes fatais.

É de fácil instalação, exigindo pouca manutenção, de modo que é uma alternativa viável para empresas, residências e até mesmo edifícios residenciais.

 

Veja a perspectiva da energia solar para os próximos anos.

 

Perspectiva da energia solar para os próximos anos

A energia solar vem conquistando cada vez mais pessoas diante suas vantagens energéticas e por ser sustentável, de modo que produz energia sem degradar o meio ambiente.

Em 2020, conforme dados compartilhados pelo governo, a energia solar centralizada (grandes usinas) foi de 200% e a solar distribuída (pequenas produções) ultrapassou 2.000%.

Atualmente o país sofre uma dependência da energia hidrelétrica, que com a escassez constante de chuva encarece a conta de luz, devida a necessidade de acionar termoelétrica, que possuem custo de produção mais elevado.

Segundo dados do governo, atualmente a energia solar ocupa 2% do total da produção energética.

Atualmente o estado brasileiro que mais produz energia solar é Minas Gerais, com 35.499,60 kW instalados.

Diante as inúmeras vantagens deste tipo de fonte energética a tendência é que ocupe uma faixa maior nos próximos anos.

O crescimento da energia solar também pode encontrar explicação pela explosão tarifária, onde o consumidor final vem sua conta de luz sofrer reajustes constantes.

Isto se dá principalmente por pressões internacionais para a sustentabilidade do planeta.

A cúpula do Clima, realizada em 2021, decidiu antecipar a neutralidade climática de 2060 para 2050.

De modo que o Ministério das Minas e Energia tomou o compromisso de aumentar a participação de energias sustentáveis para acima de 80% até 2030 e 85% até 2050. A aplicabilidade desta promessa se dá por iniciativas como o Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica).

Dessa forma, o governo federal promete reduzir a geração hidrelétrica para aumentar fontes como a eólica, que pode dobrar, e a solar que terá participação multiplicada por 4.

Empreendimentos de geração solar ganham força principalmente através de leilões do governo federal. De modo que parte da expansão será feita com participação do setor privado através de contratos públicos de forma semelhante ao que já ocorre com fontes tradicionais, como a hidrelétrica.

 

Fale conosco para saber mais sobre a energia solar.