RSS

Notícias

Artigo: Taxar energia solar beneficiará a quem, mesmo? -quinta-feira, 19 de setembro de 2019
Não se deve passar a conta do uso de painéis solares aos consumidores de baixa renda, mas eles não serão desonerados se a energia solar for taxada.
Foi aprovada, no final de julho, a emenda do deputado estadual Paulo Araújo (PP) ao Projeto de Lei Complementar Nº 53/2019, de autoria do Poder Executivo, que estabelece a isenção de tributação na energia injetada na rede (solar) até 31 de dezembro de 2027.
Com os reajustes sucessivos da tarifa de energia elétrica no Brasil nos últimos anos bem acima da inflação, aumentando em média entre 10% a 15% e corroendo, assim, o salário do trabalhador e os rendimentos das empresas, o uso de energia solar é a grande aposta até o final de 2018 e para os anos seguintes.
Um pesquisador da Universidade George Washington ajudou a projetar e construir um protótipo para uma nova célula solar composta de várias células empilhadas em um único dispositivo capaz de capturar quase toda a energia no espectro solar.
Redução na conta de energia pode chegar a 96% por mês. Investimento inicial se paga em torno de seis anos.
No Senado Federal, a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) aprovou, nesta quarta-feira (24), projeto que permite o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para a aquisição e a instalação de equipamentos de geração elétrica em residências. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 371/2015, do senador Ciro Nogueira (PP-PI), estabelece o benefício para energia a ser gerada a partir de fontes hidráulica, solar, eólica ou de biomassa. A proposta segue para a análise da Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
Economizar na conta de luz? aposte na energia solar -quinta-feira, 28 de janeiro de 2016
Uma alternativa viável de economizar gerando sua própria energia e se ver livre da fatura de energia todo mês.
A energia solar responde por cerca de 2,85% da capacidade instalada do país
A Revolução do Preço da Energia Solar -segunda-feira, 18 de janeiro de 2016
Está acontecendo uma revolução silenciosa. Em Novembro, Dubai anunciou a construção de um parque de energia solar que produzirá electricidade com um custo de menos de 0,06 dólares por kWh – um custo inferior ao de uma opção de investimento alternativa, a de uma central eléctrica movida a gás ou carvão.
Novas regras estimulam geração de energia pelos consumidores que quiserem gerar energia solar de forma associativa. As novas medidas tornam mais atrativa o acesso a energias solar, como instalação de painéis solares fotovoltaicos, foram aprovadas pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Na prática, a agência criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, por meio de aprimoramentos na Resolução Normativa nº 482/2012.