Lei da energia solar aprovada, começou a contagem regressiva!

Lei da energia solar aprovada, começou a contagem regressiva!

Lei da energia solar aprovada, começou a contagem regressiva!

 

A lei federal 14.300 aprovada dia 7 de janeiro de 2022, permite a unidades consumidoras já conectados a rede ou que protocolarem a solicitação de acesso ainda em 2022 o benefício de isenção de taxas por mais 25 anos.

O Marco legal da energia solar, traz segurança para quem já investiu e previsibilidade para as pessoas e empresas que planejam instalar seu sistema de energia solar futuramente.

Começa então uma contagem regressiva para geração de energia solar

 

Não deixe para a amanhã, com certeza uma avalanche de pessoas instalará um sistema de energia solar para aproveitar o benefício até 2045, deixar para última hora pode ser arriscado, devido a percalços que podem ocorrer como escassez de produtos devido a pandemia ou atrasos em análise de projetos.

Sendo assim, não deixe para última hora e garanta já o seu sistema de energia solar, usufruindo por muitos anos do benefício de gerar a própria energia.

A Nova lei, traz segurança ao setor de energia solar, o que era aguardado ansiosamente por muitos para afastar o fantasma da insegurança que rondava o setor sobre o retorno do investimento, sendo motivo de dúvida de muitos clientes sobre a decisão de instalar ou não.

Assim, quem instalar as placas de energia solar no ano de 2022, usufruirá de plena isenção das taxas, ficando na regra atual por mais 25 anos.

Não fique de fora, garanta o seu sistema de energia solar ainda em 2022 para ficar livre da conta de luz e economizar até 95%.

O Marco Legal da energia solar possibilita além da isenção das taxas, outras melhorias no sistema de Compensação de Energia Elétrica (SCEE) da Aneel, incluindo o condomínio voluntário e outras associações civis.

A regra prevê a compensação de 100% da energia gerada para micro usinas geradoras, e ainda da clareza para aqueles que querem investir em sistemas maiores de usinas para geração de energia para grandes consumidores ou comércios.

O ano de 2022 será um marco no Brasil, uma vez que diversificará ainda mais a matriz energética, dando mais segurança energética e aumentando as fontes alternativas de energia elétrica.

Além do marco legal, temos vistos vários incentivos relacionados a impostos federais na aquisição de equipamentos, como painéis solares, inversores e estruturas para geração de energia solar.

O Principal entrave que afastava alguns investidores foi agora tirado, e veremos uma corrida frenética para a instalação de energia solar nos próximos meses.

Os consumidores que já têm um sistema instalado, também se beneficiam com a nova lei, tendo agora a segurança que obterão o retorno sobre o investimento realizado no passado.

Isso é uma vitória do setor, uma vez que seria uma injustiça o governo incentivar a aquisição de um sistema e, no meio do caminho após o consumidor acreditar e investir na solar, o governo lhe tirar a possibilidade de recuperar o valor investido.

Agora é lei, temos segurança jurídica.

 

Para os investidores e empresários do setor, isso da um folego e um alívio sobre a continuidade dos seus negócios, filtrando empresas mal-intencionadas que só queriam aventurar no setor.

Assim, empresas sérias e mais de 300 mil trabalhadores diretos e indiretos na área de energia solar terão a garantia da continuidade de um setor que cresce gerando empregos de qualidade, segurança energética, alívio no orçamento familiar, redução de custo para empresários e prosperidade para o Brasil, que poderá investir em mais indústrias uma vez que terá garantia de fornecimento energético por meio de fontes alternativas.

A Energia move o mundo, e agora, o Brasil, terá mais uma fonte de energia regulamentada e duradoura, fazendo com que milhares de investidores possam ter a garantia da continuidade dos seus negócios.

Vale ressaltar que a alternativa solar, é uma libertação para os consumidores cativos das concessionárias tendo agora uma opção de escolha em um mercado que até pouco tempo somente o monopólio das grandes companhias se beneficiavam.

Assim como a lei permitiu a pequenos provedores de internet difundir e universalizar a internet no Brasil, através de pequenos negócios, a energia solar toma o mesmo rumo, não mais cativa de grandes grupos, podendo agora universalizar a energia solar em todo o Brasil e seus rincões.

Parabéns ao setor solar, que unido, conquistou uma grande vitória para redução dos gastos de milhões de famílias.

Só para concluir, A Aneel preve aumento de 16% nas contas de energia em 2022. Imagine se não tivéssemos energia solar, qual seria o aumento?

Mato Grosso é o 4° maior produtor de energia solar e sua capital Cuiabá a 1° cidade do brasil em potência instalada na data deste artigo, e mesmo assim, também será impactado pelo aumento nas contas de luz.

Assim, prezado leitor, faça e incentive o uso dessa fonte de energia tão maravilhosa que é o sol.

Deixe o sol pagar a sua conta de luz, Energia Total, nossa energia vem do sol.

Deixe seu comentário.