Iluminação pública por energia solar

A energia solar traz vantagens para todos os lados, protegendo o meio ambiente ao mesmo tempo em que gera economia financeira. E esta não é uma opção apenas para casas e empresas; toda a população pode se beneficiar, e um bom exemplo disso é a iluminação pública feita por meio da energia solar. Confira a seguir as principais vantagens de escolher a energia solar para locais públicos.

Principais vantagens da energia solar para a iluminação pública

- Iluminação econômica para vias públicas
- Não precisa de rede elétrica, alcançando locais remotos
- Sistema autônomo que aguenta até três dias sem incidência de radiação solar
- Longa durabilidade dos postes
- Baterias que duram até quatro anos
- Exige pouca manutenção
- Ótima relação custo-benefício
- Energia ativada por temporizador que reconhece os períodos do dia e liga a luz à noite de forma automática

A iluminação pública por meio da energia solar é ideal para lugares afastados, como sítios, fazendas e pequenos vilarejos, por exemplo. Além disso, esta é uma ótima opção para regiões de proteção ambiental, evitando danos ao meio ambiente que poderiam ser provocados pela instalação de cabeamentos elétricos.

A energia solar é uma ótima saída para cidades de interior e vilarejos que ainda não possuem iluminação pública e que fazem parte de municípios pequenos e afastados. Dessa forma, a instalação é mais simples e acessível, dando à população segurança para aproveitar as noites da cidade, estudar ou trabalhar com tranquilidade.

Como implementar a energia solar na iluminação pública

O primeiro passo é o planejamento. É preciso contar com a orientação de um profissional qualificado. É importante seguir as normas técnicas previstas para energia solar. Além disso, um bom planejamento deve incluir laudos de incidência solar que considerem a movimentação do sol ao longo do ano na região.

Os postes para energia solar geralmente são fabricados em concreto ou ferro galvanizado, de forma a garantir proteção dos efeitos do clima, como calor, chuva e frio. O sistema de iluminação é formado por um módulo solar, um controlador de carga, uma bateria que dure quatro anos ou mais e um inversor.

Existem diversos modelos de postes que funcionam por energia solar, com vários tamanhos, designs e potências. A escolha do modelo de poste e das lâmpadas vai depender do local, se possui foco em iluminação para carros ou para pedestres e demais detalhes relevantes para essa escolha. É preciso conhecer as necessidades específicas da região.

Não é preciso que cada poste tenha a sua própria fonte de captura de energia. Dentre um conjunto de postes, apenas alguns podem servir como miniusinas, capturando a energia solar e armazenando. Depois, essa energia acumulada é distribuída aos outros postes da região por meio de cabos instalados de forma subterrânea.

Vale destacar que o sistema é recarregado mesmo nos dias nublados, precisando apenas de claridade para funcionar normalmente. Ou seja, a energia solar pode ser utilizada em todas as regiões do Brasil, mesmo em cidades que enfrentam longos períodos de frio e chuva.

Deixe seu comentário.