Conheça a maior usina de energia solar da América Latina - spoiler: é brasileira

Conheça a maior usina de energia solar da América Latina - spoiler: é brasileira

A energia solar é uma fonte energética muito comentada hoje em dia. Por ser uma energia considerada limpa, ou seja, que não polui o meio ambiente, a energia solar se torna cada vez mais presente e necessária em nosso dia a dia.

Muitos países já adotam as usinas de energia solar como uma das fontes energéticas para abastecer a população. A Solar Star, nos Estados Unidos, tem uma capacidade produtiva de 579 megawatts. A China conta com a Longyangxia hydro-solar, uma usina com 9,16 quilômetros quadrados e com capacidade energética de 480 megawatts. Com 250 hectares e 300 megawatts de potência, a Cesta Solar Farm é a usina solar que abastece a França.

No entanto, as usinas de energia solar não estão restritas aos países do primeiro mundo. A América Latina também conta com uma das maiores usinas de energia solar, a usina da Pirapora, localizada em Minas Gerais, um espaço de 800 hectares ao norte de Belo Horizonte (MG): uma planície de 350 km, no meio de uma vegetação esparsa e sob um sol arrebatador.

Com 1 milhão de painéis solares em um espaço relativo a 1500 estádios de futebol, a usina de Pirapora - administrada pela francesa EDF Energies Nouvelles - começou a ser construída em setembro de 2017 e, até o final do primeiro semestre de 2018, pretende abastecer 420.000 casas em um ano.

Os painéis solares são inclinados e giram de acordo com o movimento solar ao longo do dia. Ao meio-dia, por exemplo, quando o sol está a pino, os painéis ficam praticamente horizontais. Esses painéis são colocados a 1,20 do solo, sendo que o mecanismo de giro dos painíes também é movido à energia solar.

Mesmo com o tempo nublado, a produção da usina ainda é alta, sendo que em dias sem sol a sua produção cai em apenas 30%.

Além de ser a maior usina de energia solar da América Latina, a usina de Pirapora também é a primeira desse tipo a se beneficiar do empréstimo financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES.

Isso faz com que o Brasil tenha um avanço em relação à produção de energia limpa. Essa expansão solar foi proporcionada, em parte, pela diminuição nos custos dos painéis solares, os quais passaram a custar 10 vezes menos na última década.

No entanto, ainda faltam investimentos do governo para que a energia solar seja mais eficaz no país, já que o uso do petróleo como fonte de energia ainda é muito valorizado. Segundo especialistas, é necessário que se reduza os impostos e que haja mais investimento nesse setor. O Brasil é um país propenso a utilizar a energia solar, pois oferece vento e sol de qualidade para que isso aconteça.

Outras usinas de energia solar estão sendo construídas pelo país, como o Parque Solar Nova Olinda, no Piauí, e o Parque Solar de Ituverava, na Bahia.

Como podemos perceber, a energia solar é uma das grandes aliadas para produção de energia limpa e mais barata para o Brasil e para a América Latina.

Deixe seu comentário.