Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
19/12/2022

Como escolher o inversor solar ideal?

Para se ter um sistema de energia solar com bom funcionamento, são necessários alguns componentes, entre eles, está o inversor solar, cuja função é converter a energia elétrica contínua em corrente alternada.

 

Essa etapa é de suma importância, pois após a sua conclusão, será o momento de realizar uma sincronização da corrente com a rede. Ou seja, para que o investimento em energia solar seja efetivo, alguns passos devem ser seguidos.

 

Escolher um bom inversor solar evita que o projeto de transformação passe por problemas durante a sua produção de energia fotovoltaica, bem como evita que exista algum componente incompatível ou falho na finalização do mesmo.

 

Pensando em simplificar essa questão, trouxemos algumas dicas sobre como escolher o conversor solar ideal para o seu projeto de geração de energia solar. Veja a seguir:

 

Descubra como escolher o conversor solar ideal para uma energia solar efetiva

Como todo projeto inovador, existem alguns detalhes relevantes a serem considerados, entre eles estão:

 

Escolha um bom inversor

Seja em sua versão tradicional ou na versão acoplada à parede, o primeiro passo para que dê certo é saber escolher um bom inversor. Um dos mais utilizados é o inversor string, que se apresenta nas versões tradicional e para a parede.

 

O inversor string é utilizado apenas quando os painéis fotovoltaicos são instalados em fileira, pois o seu sistema funciona a partir de uma acoplagem, feita por meio dos cabos que transmitem uma corrente contínua.

 

Estude o Maximum Point Power Tracking do seu inversor

O Maximum Point Power Tracking, ou MPPT, serve para converter a energia solar, gerada a partir dos painéis, para que o proprietário consuma.

 

Além disso, ele aumenta o fornecimento de energia, de modo que favorece os padrões de produção dos painéis de acordo com as distinções entre cada placa.

 

Essas distinções são inevitáveis, pois elas existem a partir da criação dos painéis, ou seja, pode ser considerado um leve defeito de fábrica.

 

Mas é claro que fatores externos também são agentes importantes nessa questão, tendo em vista que a disposição dos painéis, os dias nublados e possíveis sujeiras podem afetá-los.

 

Com isso, podemos concluir que o inversor pode ser bastante útil a fim de evitar que esses detalhes afetem o desempenho dos painéis fotovoltaicos durante a geração de energia solar.

 

Defina quanto de MPPT é necessário antes de escolher o inversor

Bom, agora que entendemos qual é a função exata do Maximum Point Power Tracking, é preciso observar e definir qual é a quantidade necessária de MPPTs.

 

Para isso, é preciso considerar a quantidade de exposição do sistema de energia solar e as suas variações ao longo do tempo.

 

Essa etapa é bem importante, pois utilizar apenas um inversor com um Maximum Point Power Tracking, ainda que o sistema apresente variações, pode gerar problemas sérios para gerar a energia desejada.

 

Por fim, tenha em mente que a escolha do inversor solar ideal precisa ser relevante para conectar-se à rede. Por isso, se informe ao máximo antes de definir qual é o inversor solar ideal para você.

 

Quer saber mais a respeito? Entre em nosso site e descubra tudo o que você precisa!